3 de maio de 2015

Como não ter saudades de um amor?


Sonhei que tinha recebido um convite de casamento.
Parecia um convite como outro qualquer,
mas não era.




Era de um antigo amor.
Às vezes, você precisa sonhar
para acordar.
Acordei.
Estou escrevendo uma dessas cartas
que nunca serão enviadas.
“Olá, como vai você?
Sonhei que iria se casar e tinha me enviado o convite.
Infelizmente,
eu não iria comparecer.
Não aguentaria vê-la no altar
com um vestido branco longo,
e com aquele sorriso largo no rosto.
Um velho amigo me disse
que você encontrou um novo amor
e está feliz.
Dói saber que o seu amor
deixou de amar você.
Então, escrevi meus votos em um guardanapo.
Para lembrar mais uma vez
o que eu sinto por você.
Aqui estão eles:
Você tem uma combinação quente,
safada e independente.
Não esqueço o dia em que você falou baixinho
no meu ouvido:
“Você conhece todas as partes do meu corpo.”
“Sou toda sua.”
Isso fez um menino virar homem.
Lembro a primeira vez que dormimos juntos.
(Dormir, não foder.)
Você ocupou a cama inteira.
Eu dormia praticamente no criado-mudo.
Você sempre acordava com sono.
Dormia torta, tinha uns tiques,
e ficava rolando na cama.
Comecei a acordar de madrugada
para coloca-lá reta,
e fazer cafuné.
Depois disso, igual um bebê,
você começou a adormecer.
Você fingia ser forte, sábia
ou esperta.
Mas no fundo
era apenas uma menina
que pedia a um menino,
para amá-la.
Se eu pudesse voltar ao passado,
não perderia tanto tempo com planos bobos do futuro.
Aproveitaria mais os beijos quentes
com sarro do presente.
Você é a mulher mais desastrada
e vaidosa que já conheci.
Dessas que têm perfume no cabelo
e cheiro de banho tomado o dia inteiro.
Você me ensinou a amar
e a querer.
Mas foi uma puta sacanagem
não me ensinar a perder.
Não vou fazer nenhum gesto romântico
no dia do seu casamento.
Ninguém pode impedir o outro
de seguir em frente.
Espero que você esteja feliz e que,
quando chegar ao altar,
lembre-se que eu estarei em casa,
olhando para a nossa foto e dizendo:
“Sim.”
E você que está aí,
desejo que você nunca a deixe partir.
E se, por algum motivo,
qualquer que seja,
você a deixar.
Lembre-se que sem ela
você viverá como eu.
Vazio de amor,
e cheio de saudade.
(The Bro Code)


Até mais pessoal, Beijinhos Ery :*

Para me acompanhar é só clicar nos links:

Nenhum comentário:

Postar um comentário